8.02.2005

Mudar o Alto Alentejo

Notícia Lusa, num site da Internet.

7.21.2005

António Pedro Vasconcelos é um reputadíssimo realizador português.

Para que não haja dúvidas, lembro antecipadamente que este é um homem que se assume como sendo ateu e de esquerda. Posso-vos garantir que também é Benfiquista...

Escreveu o seguinte depoimento:




"(...)O que me impressiona na Maria José (Nogueira Pinto) é a sua capacidade para entender o fundo das questões, para incentivar os seus colaboradores a fazer obra - o que contrasta com a pesada maioria das pessoas com quem, ao longo de 30 anos de democracia, tenho esbarrado no aparelho de Estado -, o seu gosto em arrumar a casa, em lançar alicerces, em mobilizar as pessoas, em fazer o que é necessário e o que é justo.


Não fossem as suas convicções (...) revia-me sem esforço em tudo o que faz e no modo como o faz: no entendimento do que é serviço público, no espírito de missão, na capacidade para ouvir argumentos e delegar poderes, no desprezo pelo imobilismo.

Em conversas que trocámos (...) cheguei a dizer-lhe que a única coisa que parecia separar-nos era que eu não ia à Missa ao Domingo.(...)"

7.04.2005

A F R I C A

Gleaneagles, uma pacata localidade escocesa, vai ser o palco de uma cimeira que terá lugar entre a próxima quarta e sexta-feira. Presentes estarão os líderes executivos do Reino Unido, Alemanha, Itália, França, Estados Unidos, Japão, Canadá e da Rússia. Na agenda, como pontos centrais, estará a situação em África e as mudanças climáticas.

Será desta que será cumprida a promessa de reduzir metade da pobreza até o ano de 2015?
O mundo tem os olhos postos naquela importante reunião, desejando o seu pleno êxito, esperando o perdão parcial da dívida externa dos países mais pobres, e aguardando medidas concretas que erradiquem a pobreza e que promovam o desenvolvimento em África.

É que África já está condenada ao abandono há demasiado tempo.

6.27.2005

Será que um dia aprenderemos?

Ouvi na rádio um número impressionante, e comecei a pensar...

Os acidentes rodoviários continuam em números assustadores em Portugal.

Todos os dias morre gente nas estradas portuguesas! É ridículo! São mortes evitáveis, muitas delas...

Tantas e tantas pessoas... Jovens! Morrem muitos jovens vítimas de acidente de viação. Demasiados.

Até quando? Será que um dia aprenderemos?

Conduzir um automóvel é uma coisa demasiado séria para ser feita com distracção e de forma leviana; mesmo que pensemos que conduzimos muito bem.
De um momento para o outro, numa fracção de instante, o nosso futuro pode ficar arruinado. Lá se vão os nossos sonhos e projectos...

Mas o pior é que o mesmo drama, na mesma fracção de instante, pode pôr em causa, não o nosso futuro, mas o dos outros! Roubamos uma vida idealizada a uma pessoa, sem que para isso tenhamos direito nenhum... e vemo-nos assaltados por remorsos que nos acompanharão para sempre.

Por isso é que é importante, sermos bons condutores. Condutores correctos, que respeitem as regras de comportamento nas estradas.
É que a vida (a nossa, mas também a dos outros) é um bem demasiado importante para nem sequer tentarmos ter uma condução prudente.

6.25.2005

Arraial do Orgulho Solidário

Não é hábito deste blog anunciar eventos, mas hoje vai ser aberta uma excepção, porque acho que vale a pena.

Em primeiro lugar, que fique bem claro que não tenho nada contra as pessoas que sentem uma atracção sexual por pessoas do mesmo sexo.
Acho que todos temos o dever de tratar os homosexuais com respeito, caridade, e elevação.

Mais: sou contra qualquer discriminação injusta para com os homosexuais. As pessoas homosexuais não devem ser discriminadas na obtenção de emprego, na vizinhança, etc...

Mas sou contra exageros e não gosto daquelas "paradas de orgulho gay" em que um heterosexual até fica a achar que é uma ave rara. Hoje, em Lisboa, há um programa alternativo.

Se hoje lhe apetecer sair e divertir-se com os seus amigos,
Se hoje lhe apetecer ser solidário, contribuindo para um projecto a ser feito na Freguesia mais pobre do País,
Se hoje não lhe apetecer ir a uma "Parada de Orgulho Gay" (nomeadamente, por ter orgulho em ser heterosexual),
Poderá ir a um Grande Arraial na Margem Sul de Lisboa...



Fica o mapa... e a sugestão!

6.24.2005

Depois da morte vem a vida.

Dito (e pensado) isto, cada um vá a sua vida como entender.

6.22.2005

Há com cada uma... uma que até parecem duas!
No próximo dia 20 de Julho é o Dia do Salto Mundial.
Pretende-se juntar seiscentos milhões de pessoas (600.000.000) de todo o mundo para saltarem em simultâneo a uma determinada hora.
A ideia é que este mega-salto consiga alterar a órbita da Terra, de forma a afastar-se ligeiramente do Sol. Assim, a Humanidade alcancaria a resolução (pelo menos parcial) para o grande problema que é o aquecimento global.
É muito estranho, não é?
Pois este efeito está provado cientificamente, e pode ser testemunhado no site do evento.
Informações, dúvidas, e inscrições poderão ser feitas em www.worldjumpday.org
Não me vou inscrever... mas tenho uma dúvida: como é que eles sabem que, em vez de nos afastarmos do Sol, não nos aproximamos ainda mais?!